Yvoire, do outro lado do lago Genebra

Yvoire fica do outro lado do lago, na França. Aqui é site para falar da Suíça. E pode? Claro que pode... o lago Genebra, Geneva Lake ou Lac Leman é o coração da Suíça Francesa. Nas suas bordas acontecem festivais ao ar livre, queima de fogos, festas regionais, além de ser a praia do suíço. Cruza-lo é um programa absolutamente Suíço.

Yvoire tem uma localização privilegiada, está exatamente na divisa do grande e do pequeno lago. Praticamente na frente de Nyon, uma outra cidade charmosa na Suíça, Yvoire pode ser acessada de carro ou de barco, que acho mais rápido e mais charmoso.

Os barcos regulares do lago são administrados pela CGN e têm seus horários alterados dependendo da estação do ano. Dependendo do trajeto, da programação e da previsão do tempo, as vezes compensa comprar uma carta de um dia completo e explorar várias cidades do lago. Lanchas particulares também são excelentes opções.

Eu geralmente ando de segunda classe no transporte público daqui. Acho a qualidade excelente. Mas em dias lindos, como o último sábado que estive por lá, vale comprar primeira classe e ter acesso a vista privilegiada do primeiro andar da embarcação e serviço de bar, para fazer a travessia ainda mais memorável.

A travessia em si já é um evento. Do lago pode-se ver castelos, mansões e jardins de moradores célebres como Schumacher.

A chegada a Yvoire é uma visão!

O porto é bem mantido e a cidade tem mais de 700 anos e é reconhecida como uma das mais bonitas da França.

A cidade velha, rodeada por muralhas do século XIV, é bem pequena e bastante turística, cheia de lojinhas com tudo o que se pode imaginar para vender. Mas o que me encanta por lá é que a cidade é um imenso jardim com flores de todas as cores, que chega até a ser exagerado mas que combinam com aquilo tudo. Tudo é colorido por lá.

Não existem muitas atrações além de visitar a cidade, checar as lojinhas, olhar a pequena capela e dependendo da época do ano visitar o Jardim dos Cinco Sentidos, onde como o nome já diz, você passeia por um jardim em forma de labirinto onde tem seus sentidos estimulados.

Quem já foi certamente percebeu que os barcos despejam um monte de turistas ao mesmo tempo e todos precisam pegar o barco de volta em determinado horário portanto, se tiver alguma pretensão gastronômica, um mínimo de planejamento é importante para conseguir uma mesa em um bom terraço e curtir uma boa refeição. Sim, reservar uma mesa é um must!

E depois é só ligar o piloto automático, pegar o barco de volta, curtir a nova vista, pois ela muda a cada hora com a luminosidade e voltar feliz para casa.

Essa é mais uma vantagem de ter bons vizinhos!