Nosso Natal - Suíça no Brasil

O mês de dezembro é um mês curto por aqui. Muitos suíços emendam os feriados de Natal e Ano Novo e sobem as montanhas procurando um Natal branco, de preferencia em um chalé quentinho aquecido por lareiras. Exatamente igual aos filmes que assistimos, e bem parecido com aquele que adotamos!

Quando conto para os Suíços que vou para o Brasil, e que faz um calor animal em Dezembro, eles não acreditam. Mas pasmos mesmo eles ficam quando digo que apesar do calor tropical mantemos a maioria das tradições européias: Papai Noel, comidas pesadas e o pinheiro de Natal, muitas vezes decorado com flocos de neve. Oh la la!

Lá em casa sempre festejamos o Natal em família. Acho que é a nossa festa mais importante. Me sinto privilegiada de dizer que nunca passei um Natal longe de meus pais.

Quando tínhamos nossos avós, passávamos um Natal em Santa Rita e o outro em Itapetininga. Alterávamos com o Ano Novo. Era um rodízio necessário para estarmos com as duas famílias. Depois, com o tempo, o núcleo da família migrou lá para casa.

Senti a diferença quando as meninas casaram, nossos Natais ficaram por alguns anos mais silenciosos. Mas logo chegaram os sobrinhos, com eles voltou o barulho e renasceu a fantasia dos Natais.

Mamãe sempre fez tudo para agradar seus netos. Uma vez uma criança bem sabida ficou intrigada com o algodão que escorria junto com o suor de um simpático velhinho desidratado pelo calor. Depois do fato foi institucionalizado: Papai Noel tem que ter barba natural lá em casa. Um trabalho do cão.

Mostrando as fotos do nosso Natal, os Suíços logo notam o contraste óbvio do Papai Noel vestido com roupas pesadas cobrindo aquele barrigão e minha família, vestindo roupas leves, o pessoal não acredita. “Teca, não faria mais sentido um papai Noel tropical?” Até concordo... mas vai tentar mudar!

Um ano tentamos fazer um Natal mais leve, com saladas de todos os tipos, não emplacou. Mamãe gosta de fazer ceia tradicional, independentemente dos quilos a mais para todo mundo. Dá-lhe peru de Natal, torta de nozes e muita castanha. As academias de ginástica agradecem a nossa tradição!

E a árvore de Natal também tem que ser natural lá em casa. Os pinheiros estão em todas as montanhas Suíças e nesta época do ano é maravilhoso ver uns naturais decorados por aqui. Talvez fizesse mais sentido decorar no nosso Natal tropical um coqueiro. Coqueiro de Natal. Nem me arrisco a sugerir tamanho ultraje.

Enfim, é assim mesmo e assim adoramos.

Este ano comprei uma passagem promocional e chegarei – se São Pedro concordar – dia 24 no final do dia. Gosto da tradição e vou torcer infinitamente para não passar a meia-noite voando. Já estou sonhando em deixar para trás as roupas pesadas do inverno e aderir ao nosso “Natal Mais ou menos Tropical”.

Mais sobre Natal na Suíça?

Natal na Suíça, Festa do Advento