Rio no Museu Olímpico, Lausanne Suíça


Cap sur Rio é mais que uma exposição, é um tributo à cidade que acolherá os Jogos Olímpicos de 2016. Inaugurada em 10 de Fevereiro e prevista até 25 de Setembro, Cap sur Rio convida os visitantes a uma intensa imersão na cultura Carioca.

A programação é rica e diversa, cobrindo vários aspectos da nossa cultura. Como brasileira, e paulistana apaixonada pela Cidade realmente Maravilhosa, posso garantir que tudo foi muito bem feito.

Nos jardins do museu, entre esculturas, records olímpicos e sinais do início da primavera, já nos sentimos em casa observando as placas muito coloridas - sim, o Brasil é percebido como um imenso arco-íris – espalhadas por todos os lados com informações sobre esportes olímpicos, atletas e curiosidades culturais brasileiras. É gostoso passear pelo jardim lendo sobre a gente. Explicam sobre a influência africana, mencionam a feijoada como o prato típico nacional e até se viraram bem na dificuldade de explicar o que é o “jeitinho brasileiro”.

A exposição se estende por um espaço interno, de acesso gratuito.

Impossível não se deliciar com a música ambiente, bossa nova e um sambinha leve, que acompanha toda a exposição, e as cores vibrantes que são percebidas nas fotos, nos quadros e nos vídeos expostos. Daqui de longe a gente logo percebe como o Brasil é colorido, empolgante e como os brasileiros são calorosos. O Brasil definitivamente contagia. Os visitantes de todos os cantos do mundo devagar relaxam, se seduzindo pela maneira única de viver do carioca. Alguns até gingam de leve, empolgados com o que assistem.

E a exposição cobre poeticamente as raízes culturas, a influência musical, a gastronomia, a geografia privilegiada, o misticismo, a religião, a arte e seus artistas, o carnaval e as diferenças sociais. Uma verdadeira aula de carioquês!

Divertido mesmo foi testar o nível do nosso sotaque carioca em uma máquina interativa que tenta ensinar como pronunciar gírias cariocas impronunciáveis para a gringolândia. Risadas garantidas.

E o café do museu, TOM café, que tem uma vista desbundante para o Lago Genebra, e um brunch delicioso aos domingos, oferece durante o período da exposição pratos típicos brasileiros. Tudo delicioso.

Para as crianças existem também atividades interativas com artistas brasileiros. Uma folia.

A programação é rica e muito bem feita. Alguns filmes, danças, demonstrações e leituras acontecem de tempos em tempos. Vale a pena verificar a programação e visitar.

Muito bom saber que depois que a tocha olímpica deixar o país tropical, muitas pessoas terão conhecido nosso Brasil de uma maneira tão alegre, positiva e alto astral.

Em tempos de Lava Jato, confesso que fazia tempo que não sentia orgulho do Brasil assim!