As fascinantes grades Francesas

Lembrando da viagem que fiz com meus pais pela Normandia e região de Champagne, procurei meu disco de fotografias e viajei de novo. Como a gente se divertiu.

Que viagem deliciosa.

Entre uma foto e outra, transbordando de lembranças, encontrei esta preciosidade.

Além da grade ser linda, colorida e em perfeito estado de conservação, o céu azul, que naquele dia refletia não só nos vinhedos da Moet Chandon mas também nas nossas taças cheias de champagne, inspira e marca qualquer um.

Foi com esta grade que aprendi algo que nunca mais esqueci. Aliás, pelo contrário, algo que chama minha atenção e é presente por todos os cantos que ando na Suíça.

Olhando esta grade, me explicaram o seguinte: antigamente, há muitos anos atrás, as grades eram colocadas no alto das casas e prédios com o objetivo de informar às pessoas a atividade principal daquele endereço. Naquela época não adiantava escrever “Padaria do Fulano de Tal” pois muitas pessoas não sabiam ler. Colocava-se então uma folha de videiras, algumas uvas, as pessoas processando o vinho e voilá, estava explicado.

Depois que ouvi esta explicação, não faço outra coisa que tentar decodificar as grades charmosas que encontro pelos quatro cantos. Elas guardam a história de cada construção e confere um charme especial para as ruas.

Depois que ouvi esta explicação, não faço outra coisa que tentar decodificar as grades charmosas que encontro pelos quatro cantos. Elas guardam a história de cada construção e confere um charme especial para as ruas.

E são preciosidade lindas.

Verdadeiras obras de arte.

Esculturas.

Um ramo de trigo, uma pá de forno e pronto: está descifrada a padaria!

Em Morges, na rua de pedestres, fica o Hotel de la Couronne, o Hotel da Coroa. E olhe a grade lá!

Um homem soprando um bastão rodeado de garrafas? Museu do vidro, é claro!

Saindo de Lausanne e subindo em direção a Chexbres, por cima dos vinhedos de Lavaux, passamos por diversas cidadezinhas e é lá que estão as grades mais lindas que já encontrei. A maioria é ligada a produção do vinho suíço, óbvio, região de vinhos de Lavaux!

Coloridas, criativas, charmosas e ilustrativas, são verdadeiras obras de arte.

Ainda vou arrumar uma torcicolo de tanto ficar olhando para cima.