Dirigir na Suíça pode custar caro

Semana passada um português de 30 anos foi fotografado por um radar com câmera a 185 km/h em uma área onde o máximo permitido é 80km/h.

As penalidades para casos como este são realmente severas na Suíça. Aqui não tem jeitinho não... Neste caso específico o carro foi apreendido e ao motorista foi solicitado fazer um depósito de CHF 2,000, algo hoje equivalente a mais de R$ 7,000.

O caso será julgado na corte e existe um risco claro dele pegar uns anos de prisão.

Em 2013 penalidades ainda mais severas foram aprovadas na Suíça para motoristas que ultrapassam os limites de velocidade ou dirigem sob efeito de álcool.

Cada caso é um caso mas as penalidades previstas incluem confisco de veículo, condenação a até quatro anos de prisão, perda permanente da licença de dirigir, entre outras. Os casos serão julgados considerando a zona onde o delito ocorreu. Aqui as zonas delimitam a velocidade máxima aceita ou seja zona 30 se pode transitar no máximo a 30 Km/h.

Motoristas circulando a 70 km/h em uma zona de 30, ou a 100 km/h em uma área de 50, ou a 140 km/h em uma zona de 80 ou até a 200 km/h nas estradas onde o máximo permitido é de 120 km/h perdem no mínimo suas carteiras de motorista por dois anos e algum período de reclusão. A coisa não é brincadeira!

Um caso clássico aconteceu em 2013 quando um Suíço de 23 anos recebeu 18 meses de prisão, uma multa de CHF 4,000 (ou R$ 14,000) e suspensão da licença de dirigir por dois anos em função de dirigir a 149 km/h em uma zona de 80.

Algumas pessoas pensam que estas penalidades são um pouco extremas e desproporcionais e propõe votar para que se decida, em dois anos, se estas medidas devem ou não serem revisadas. A iniciativa vem da Suíça Francesa que argumenta que se alguém perder um sinal de trânsito pode sofrer consequências desastrosas. É verdade. Outros, contrários a um relaxamento da pena, argumentam que um vacilo no trânsito pode causar acidentes irreversíveis e que diminuir a penalidade só relaxará os motoristas. Também verdade. Enquanto não se decide nada, melhor manter os dois olhos grudados no volante e toda atenção nas placas e ruas por aqui.

Eu digo aos turistas que me perguntam se devem alugar carros na Suíça que são tantas as diferenças na sinalização e no trânsito que quem puder é sempre melhor evitar dirigir por aqui. Tantas coisas lindas para ver e curtir, melhor não se estressar no volante. Vai de passageiro que é bem melhor...

Fonte: Le News