Bicicleta elétrica, como usar


Comprei uma bicicleta quando morava em Lausanne mas confesso que para voltar para casa tinha que empurra-la, tamanho o número de ladeiras que tem por lá. Sempre imaginei que se mudasse para Genebra viviria na bike. Não mudei para lá, e sim para St Prex, morando com o único suíço, acho eu, que não gosta de andar de bicicleta. É a vida.

De vez em quando saio por ai pedalando, vou ao supermercado, invento programas mas infelizmente morando quase na zona rural, ando muito menos do que eu gostaria.

E ai final de semana passado fui para Berna, capital da Suíça. Tínhamos um jantar na casa de casal amigos na sexta feira e sábado Meu Suíço trabalharia. Levei um livro e um tênis, imaginando que me largaria embaixo de uma árvore em um dos mil parques e praças que a capital oferece. Programão, pensei!

Saí do quarto munida do livro e de uma garrafinha de água mas, logo na saída do hotel, Hotel Bristol, me deparo com algumas bicicletas elétricas estacionadas. Voltei e perguntei à recepcionista se poderia usar uma. Ela abriu um sorrisão, saiu de trás do balcão e foi logo destrancando uma bike para mim.

Como já havia feito o check out, pensei que ela fosse impor alguma dificuldade. Neca. Nem documento nem garantia, nem assinatura. Nada de nada. Adoro falta de burocracia!

Ofereceu um capacete, avisando que em Bern estes não são obrigatórios mas que o hotel recomendava. Pensei que usar capacete dos outros não é muito higiênico mas topei. Felizmente era um daqueles capacetes que quase não tocam seu cabelo, além de ser super arejado. Aliviei!

Eu, que nunca havia usado uma elétrica, pedi algumas instruções. Sinceramente, me surpreendi como é fácil.

Funciona assim:

  1. No guidão tem um aparelhinho que controla tudo. Os controles básicos ficam na lateral: o farol e a eletricidade que, se desligada, faz com a bicicleta vire bicicleta normal.

  2. Vale manter a luz do farol sempre acesa. Segurança antes de tudo!

  3. Na tela têm três botõezinhos, o "mode", e um para o pneu da frente e outro para o de trás.

  4. Mexendo na tecla MODE, aparecem as diversas ajudas que a bicicleta oferece: Nenhuma, Econômica, Regular e Alta. Estes esforços devem ser selecionados tanto para a roda da frente quanto para a roda de trás.

  5. No mostrador aparece também a velocidade atual em km/h e distância acumulada que a bicicleta já rodou.

O cadeado da bike fica acoplado nela. A chave fica disponível o tempo todo e somente quando trancada que ela é liberada. Prático para não esquecer a chave em casa.

E rodar é mega simples. A gente sai pedalando e pronto.

Ela só vai ajudar caso o esforço selecionado no “mode” seja atingido quando você pedala, ou seja, se estiver fácil pedalar, nada acontecerá de diferente. Se começar a apertar, dependendo do MODE selecionado, ela vai ajudar mas só se o usuário continuar a pedalar. Pedalar é preciso!

Eu peguei um ladeirão e fiquei super confortável subindo. É uma ajuda bárbara!

Rodei por agumas horas e a bateria quase não gastou. É econômica!

Achei sensacional. Super fácil, lógico e prático. Vale experimentar.