Berna de bicicleta

Adoro a capital da Suíça. Berna é pequena, compacta e muito linda. Combina com o resto do país.

Não são muitas as capitais que podem ser exploradas em menos de um dia, e ainda por cima a pé! Berna oferece esta única oportunidade e eu recomendo. Já fiz Berna a pé diversas vezes, sozinha ou com inúmeros visitantes, e todas as vezes me delicio. Sempre tem algo novo para observar e conhecer.

Nunca havia porém feito Berna de bicicleta. Experiência que vivi no final de semana passado e que vale dividir.

Andando a gente dá conta de conhecer o centro antigo. De bicicleta, o tempo rende ainda mais. É possível ver tanta coisas!

A primeira dica é perguntar no seu hotel se eles têm bicicletas para emprestar. Fiquei no Hotel Bristol e não tive a menor dificuldade em pegar uma deles. Se não, nas estações de trem geralmente têm bike para alugar.

Saí do meu hotel, que fica perto da estação de trem, e desci em direção a parque dos Ursos, do lado oposto da cidade antiga.

Sábado acontece o mercado de Berna. Todos os agricultores deixam suas propriedades para venderem suas produções em céu aberto. Uma deliciosa combinação de cheiros, temperos, cores e barulhos. Adoro uma feira!

Passei então pela torre do relógio, e sortuda, cheguei bem na hora que os turistas esperam para ver as badaladas. Claro que eu parei para assistir. De lá desci a rua mais famosa, aquela cheia de fontes. Devagarzinho segui, para poder curtir cada um dos arcos das calçadas.

Cruzei a ponte e me deparei com os ursos, que estavam no foço. Sempre vou visita-los, adoro ver estes animais soltos no meio da cidade.

Por estar com a bicicleta elétrica, animei e me arrisquei a subir a mega subida que leva ao instituto Paul Klee. Já havia verificado a programação do museu e sinceramente não me convenci com a exposição que acontecia mas a arquitetura do Centro é tão maravilhosa que encarei a subida.

Na ladeira fiquei de queixo caído. Não pelo esforço físico, pois a bike foi bem generosa comigo, mas com a vista desbundante das cores do Rio que contorna a cidade. Aquele dia o Rio Aare estava especialmente colorido, simplesmente maravilhoso. Alguns malucos desciam a correnteza do rio, nadando ou em botes. Fizeram com que a minha aventura de pedalar ladeira acima parecesse nada.

Depois de muita subida avistei o Zentrum Paul Klee. É espetacular. Fica no alto de Berna rodeado por muita natureza, plantações. Muito interessante. Suas curvas são perfeitas, sensuais e integram com o redor de maneira extra harmônica. Arquiteto italiano, Renzo Piano. Lembro sempre da minha prima Pricila quando vou lá.

Na volta passei por uma venda self service de flores. Tão engraçado imaginar que esse tipo de comércio existe em plena capital.

Enfim, a descida foi deliciosa. Mas fui devagarzinho, para continuar a babar com a vista. Gostei tanto do que vivi que resolvi arriscar uma outra subida, a que vai para o Rosengarten, ou o Jardim de Rosas. Um parque escondidinho no alto de Bern que oferece uma das mais lindas vistas para a cidade.

Liguei a bike no modo high e fui ladeira acima. Desta vez subi pela estrada, pois achei a ladeira dos pedestres um pouco radical para a bike.

O parque estava lindo. Todo florido. Como o verão faz bem para Berna! Curtindo a vista sentei um pouco e fiquei pensando como tenho sorte.

Muito bom poder ver e viver tudo o que eu vejo e vivo. Desci então pela ladeira dos pedestres e voltei pela cidade.

Ainda passei pela catedral e pela praça do elevador, onde acontece o mercado de artesanato todo primeiro sábado do mês. Adorei uma mulher que vende chapéus. Um mais lindo que o outro mas todos caríssimos.

Curtindo as ruas calmas cruzei milhões de outros bikers. Bern é uma cidade onde todo mundo anda de bicicleta. Os estacionamentos de bike são imensos e vivem lotados. Pau a pau com Kopenhagen. O bom disso é que os carros estão habituados com os ciclistas e os respeitam.

Meu dia foi demais. Em quatro horas vi e vivi bastante. Recomendo.

Minhas dicas preciosas são: atenção e cuidado com os bondes. Eles estão para todos os lados e são silenciosos, a gente não os percebe chegando e acaba assustando a toa.

Outra dica é para as meninas: Berna é uma cidade medieval, e tem no centro antigo paralelepípedos irregulares. A chacoalhação é inevitável mas nada que um bom top não ajude.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now