Lavaux Passion, para os apaixonados por Lavaux


O mês de Setembro na Suiça é um mês delicioso. Temperatura ainda quente, já com a população de volta das férias de verão. A Suíça oferece milhões de atividades deliciosas ao ar livre.

Algumas das atividades que mais gosto por aqui são ligadas a vinho. Não só porque adoro degustar um bom vinho, mas também porque geralmente as paisagens destas festas são bonitas demais.

Final de semana passado teve uma das festas que adoro: Lavaux Passion. A proposta desta festa anual itinerante é mostrar o terroir de Lavaux de diferentes ângulos. A festa já aconteceu em Cully e Grandvaux, ano passado em Vevey e este ano em Lutry.

Claro que me mandei para lá! Sou praticamente vizinha Lavaux, os lindos vinhedos tombados pela UNESCO. Quem sou eu para resistir?

Dia de muito sol, atipicamente quente para setembro, a festa que dura dois dias bombou.

Com CHF 35 recebemos uma pulserinha do evento e um copo de vinho. Aliás, era um copo Ridel, o que chamou minha atenção. Ele já integra minha coleção de vinhos de festas locais.

Trinta produtores da região mostravam seus vinhos para o público que passeava nas bordas do lago.

A decoração era simples mas simpática: um guarda-sol e um barril de vinho, onde cada produtor apoiava seu balde de gelo e podia então oferecer orgulhoso aos visitantes uma amostra de sua produção.

E com esta pulserinha a gente ia parando de gguarda-sol em guarda-sol e degustando os vinhos.

Uma delícia poder interagir diretamente com os produtores. A gente começa a conversar e automaticamente o papo flui. Pensando bem, difícil um papo bom não fluir ao redor de um bom vinho.

Como parte da programação, um barco partia do porto de Lutry a cada hora. Um tour para apreciar os vinhedos, vistos da água. Visual lindo. Montanhas, águas cristalinas, céu azul e muito verde das videiras que já estão quase prontas para serem colhidas. Haja fotografia!

No barco, um enólogo explicava em francês as diversas apelações e algumas curiosidades de Lavaux. Quatro produtores ainda serviam seus vinhos no barco.

O programa, inicialmente para apreciadores de vinho, não exclui famílias, que estavam presentes com crianças e animais. Uma festa de família. Um visual de rei.

E como em toda cidade pequena, inevitavelmente encontramos amigos. Encontrei um amigo que ainda por cima é enólogo. E encontramos também o amigo dele, e o amigo do amigo. De repente eramos vários. Sorte, recebi e usufrui das dicas de quais os melhores vinhos para degustar.

Entre amigos, degustando bons vinhos, em um dia lindo, com sol quente e um visual de perder o fôlego, é claro que o papo correu solto no abrigo de um guarda-sol de um produtor eleito como o preferido. E foi assim, até a festa acabar porque se não acabasse, a gente iria ficando.

Preciso mesmo explicar porque estas festas são imperdíveis?

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now