Désalpe, a festa de montanha mais tradicional da Suíça

Esta semana fui a um evento financeiro e escutei algo que acho que faz muito sentido. Atribuem o sucesso da Suíça por lidar bem com a diversidade e saber conciliar como ninguém o tradicional e o moderno.

É verdade.

A Suíça é um país minúsculo que tem quatro línguas oficiais e onde uma em cada quatro pessoas é estrangeira. Diversidade maior não há.

É também conhecida pela precisão, inovação e por sua indústria de ponta. Inegável que são referência tecnologica. Estão na frente de muitos.

E tem festas “folcloricas” e tradicionais que são levadas a sério e apreciadas por toda a população, de 0 a 80 anos. Estas festas estão nos calendários oficiais de todas as cidades. Bombam. Todo mundo gosta. Todo mundo participa. Todo mundo vai.

A festa de montanha mais tradicional da Suíça é o désalpe, que significa descer dos Alpes.

Por ter as estações climáticas muito bem definidas, a agricultura e a pecuária suíça seguem um calendário predefinido. Normal, aqui é a terra dos relógios.

Quando as montanhas começam a ficar mais quentes, com a neve já derretida e os pastos brotando, as vacas são levadas montanha acima, onde permanecem pastando até o início do outono.

Quando as vacas sobem, elas permitem que as terras de baixo também sejam semeadas, assegurando alimentos e feno para o inverno.

Dizem que as vacas são as responsáveis pelo fato das montanhas suíças serem lindas. Claro, elas são uma espécie de jardineiras, que fazem com que tudo fique podado, bem cuidado e harmônico.

E quando elas descem das montanhas, depois de quatro mêses ausentes das planícies, elas são enfeitadas com colares de flores e coroas coloridas. Acabam com o silêncio da cidade, pois o rebolado lento das vacas toca os sinos de seus pescoços.

São recebidas pela população em festa, que se veste com roupas rurais típicas, muita música e muitas comidas. Os queijos deliciosos feitos nas montanhas são comercializados na chegada delas. Cachorros de montanha participam do desfile. Os famosos jogadores de bandeira tocam seus instrumentos e não raro a gente escuta yodel suíço. Mais tradicional, impossível.

Esta festa deliciosa acontece no quarto sábado do mês de setembro. Todo mundo vai. Todo mundo se encanta. Todo mundo gosta.

Alguns especulam que o désalpes é um reconhecimento às vacas por sua contribuição aos deliciosos e inigualáveis queijos e chocolates suíços.Outros dizem que é uma despedida do bom clima, pois o inverno já começa a sinalizar sua chegada. Outros acham que é uma festa para simplesmente festejar e reforçar as tradições suíças.

Não importa a razão.

Verdade é que, quando se pensa em Suíça, invariavelmente se pensa em chocolates, queijos e nas vaquinhas. Suíça é bem isso mesmo. Talvez por manter e incentivar festas como a do désalpe.

Vale a pena ir de qualquer jeito.

Obrigada à Adriana Gottschalk e Sonia Duperrex Pedrotti pelas lindas fotos!

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now