14 dias de Roger


Roger chegou há 14 dias. Seria uma pretensão descomunal minha afirmar que já estamos sob controle mas é evidente que muito progresso foi feito.

Em apenas duas semanas Roger já faz suas necessidades somente fora de casa. Se portou como um lord no restaurante, quieto e comportado debaixo da mesa. Não sobe no sofá. Ainda não comeu nenhum móvel. Não nos encara como pedinte quando comemos. Fica sozinho no carro enquanto vou ao supermercado. E o melhor, quando dizemos “Assis”, em 80% das vezes, ele senta!!!!!!

Eu sempre tive cachorros no Brasil, ou era meu ou de uma das minhas irmãs, mas nunca tivemos um único cachorro que fosse educado. Daí a minha empolgação.

Pode parecer meio extrema esta minha obsessão pela educação dele mas acontece que aqui não temos ajuda. Se ele fizer uma zona, quem limpa a zona somos nós. O cachorro na Suíça acompanha os donos para todos os lados. Vão para restaurantes, casa de amigos e até trabalho se for necessário. Se ele não for bem educado, minha vida ficará simplesmente infernal.

Antes dele chegar fizemos um curso teórico e eu e Meu Suíço investigamos muito sobre como educar um cachorro. Ouvimos amigos experientes. Teve muita preparação e planejamento, algo bem suíço, claro.

As dicas mais preciosas que recebi, e que tenho tentado implementar, seguem abaixo:

XiXi e Cocô

O primeiro xixi na casa nova é importantíssimo. Assim que chegamos com ele fomos direto para o fundo do jardim e esperamos que ele fizesse xixi. Quando o xixi saiu, fizemos uma algazarra, festa, carinho, elogiamos. Só depois do xixi que entramos em casa. Parece loucura mas aquele cantinho da grama virou o banheiro preferido do nosso peludo.

Outra dica boa é que cada vez que uma atividade termina, entre uma atividade e outra, os filhotes fazem xixi. Dormiu, quando acorda, xixi. Comeu, xixi. Brincou, xixi. Tinha que ficar em cima levando ele direto no jardim, mas funciona super bem. Ele hoje já sai para o jardim sozinho. Me mato de orgulho! E claro, cada vez que faz suas necessidades direito recebe festas e muitos elogios.

2 Segundos

A memória do cão é curta para entender uma repreensão. Se fizer besteira, no segundo seguinte a besteira, ele deve ser reprimido. Não adianta falar mil palavras para ele e nem se descabelar, ele só associará a bronca à besteira feita nos 2 segundos seguintes.

Repressão

A melhor repressão é um forte puxão no pelo da nuca, exatamente como a cadela carrega seus filhotes, acompanhado de um forte e seco “Non!”. O tom de voz faz milagres!

Hoje e sempre

As regras precisam ser claras. Não tem negociação. Ele não entenderá que cresceu de 9 para 40 quilos e que filhote pode e cachorro grande não pode. Não tem sábado pode e terça-feira não pode.

Se não quiser um cachorro de 40 kgs ocupando metade do seu sofá, tem que começar quando ele é pequenininho.Se não pode subir em sofá, não pode e pronto! Simples assim.

Hierarquia

Essa parte é a mais militar que já ouvi, mas faz sentido.

A matilha tem uma hierarquia clara. O mais importante, o líder dos cães, é quem come primeiro e é quem entra nos lugares na frente.

Nós devemos comer antes dele.

Se ele precisar comer antes, tudo bem, mas os donos devem comer meia hora depois, nunca em seguida, para que ele entenda quem é o chefe.

Na mesa

Ignora-lo enquanto comemos é fundamental para que ele não faça aquele olhar que te convence a dar um pouquinho disso ou daquilo. Se ele for ignorado desde o início entendera que enquanto os donos estiverem na mesa ele não tem vez.

Socialização

Expor o cãozinho ao máximo de coisas diferentes é super bom para que ele se acostume com tudo e não fique latindo como um alucinado para tudo e todos.

Moto, caminhão, trator, cortador de grama, aspirador de pó, velho, criança, branco, japonês, negro, lago, carro, cadeira de rodas, bicicleta, gatos, outros cachorros, cavalo, ovelha, trem, elevador, escada rolante e assim vai. Tudo é novo para ele. É um universo de descobertas. Levei até meu pequeno para andar de trem. Tem que aprender!

Ignorar é o pior castigo

Ele precisa entender que quem está no controle é o dono, não ele. É o dono quem decide quando brincar e como o fazer. Se ele ficar muito excitado com a brincadeira o melhor remédio é ignora-lo, para que ele volte ao normal. Esta parte eu acho a mais difícil.

Pessoalmente adoro me jogar no tapete e brincar com ele. Roger perde o equilíbrio, me abraça, me descabela. É um gostoso. Para parar tenho que me forçar e lembrar que ele terá quase 40 Kgs e que nem sempre vou estar vestida para rolar no tapete com ele.

Brinquedinhos

Temos brinquedinhos pela casa toda. Com a graça de Deus ele já começa a entender que os brinquedinhos podem ser mastigados a vontade. Nós, nossas roupas e os móveis não. Haja “Non!”.

Non, Non, Non

Falo uns quatrocentos nãos por dia.

Me sinto uma chata repressora.

Muito chato educar.

Dormir

Os filhotinhos precisam dormir.

Dormir muito.

Dormem 20 horas por dia.

Se não dormirem ficam impacientes, chatos, mordedores.

Tem horas que dá vontade de acordar para brincar mas não... deixa dormir!

E Roger continua crescendo como um animal, literalmente. Ontem fui pesa-lo, 11,4 kgs. Ele engordou 2,4 kgs em duas semanas. Está pior que eu nas férias!

Mudei muitos dos meus hábitos nestas duas intensas semanas. Estou mais presa em casa, é verdade, mas é temporário pois ele não aguenta andar muito ainda e eu preciso ficar ligada para reprimir a tempo. Tenho acordado muito mais cedo mas me derreto e abro o maior sorriso do mundo para a festa que ele faz quando me ve, logo cedinho. Mantenho a porta do jardim aberta, independentemente da temperatura de um dígito que faz lá fora. Vale a pena. Tudo vale. Ele é um gostoso.

O resultado começa timidamente a aparecer. Bola pra frente, mais outros quatrocentos Non!

Mais sobre cachorro na suíça?

Cachorro na Suíça - Parte 1 - Escolher, Analisar, Aprender

Cachorro na Suíça - Parte 2 - O curso Teórico

Suíça com Cachorro - Parte 3 - Escolhendo o nome

Suíça com cachorros – Parte 4 – Trocar experiências

Jantar a pé e com cachorro

Suíça com cachorros - Parte 5 - Conhecendo Lynette

Suíça com cachorros - Parte 6 - Roger chegando

Roger chegou

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now