Os pássaros que vão embora


As quatro estações do ano bem diferentes e marcantes são uma realidade na Suíça. É como se o país mudasse quatro vez por ano. Visitar a Suíça no verão é totalmente diferente de visitar a mesma Suíça no inverno. Um cenário mutante, com certeza espetacular.

Esta mudança impacta em tudo e em todos mas, impacta de forma bem acentuada nos pássaros.

Sempre estive rodeada de passarinhos mas confesso que eles nunca me seduziram e muito menos roubaram minha atenção. Simplesmente nunca reparei neles, apesar do meu pai ter criado muitos passarinhos e meu avô, pai de meu pai, ter tido um viveiro no meio do quintal da casa dele com milhões de periquitos. Do lado da mamãe, minha avó também tinha um viveiro na fazenda.

Um ano, no final do inverno, caminhando com um amigo alemão em volta do lago, ele parou brutamente entortou os ouvidos e quase que ordenou “Escute!”.

Eu, que não ouvi nada de nada, balancei a cabeça em negação. Não ousei falar, tamanha era sua concentração.

Ele insistiu. “Escute, eles estão de volta”.

Oi?

Percebendo a minha desatenção para o que ele achava que obviamente eu perceberia, foi desta vez explícito: “Os passarinhos voltaram", e acrescentou " É o primeiro sopro da primavera!”.

Para dizer a verdade, eu nem havia notado que eles haviam ido embora, como notar que eles voltaram? Mesmo assim, achei poético.

Meus ouvidos destreinados, porém desta vez programados, ouviram finalmente alguns pios.

Depois do alerta, não precisei de explicação para entender que a maioria dos pássaros não resiste às temperaturas frias do inverno, além de não terem o que comer, sem verde e sem insetos. Eles se agrupam e voam incansavelmente para o Sul, onde alimentos e temperaturas mais amenas são disponíveis.

Agora, depois de alguns invernos na Suíça, é impossível não notar que todo outono os passarinhos se organizam espetacularmente e saem juntos em revoadas, fazendo um barulho típico de quem se despede.

O mais engraçado é que a natureza é esperta. Nada preguiçosos, eles voltam no final do inverno, anunciando o final dos dias frios.

Espetacular.

Fiquei pensando que eles poderiam simplesmente ficar pelo sul e economizar a energia desta viagem enorme. Depois conclui que não daria. Teria uma super população de pássaros lá embaixo.

A natureza é sem dúvidas muito sábia.

Agora quando eu escuto aquela folia e os vejo em revoada, entendo o que significa e as mudanças que estão por vir. Mesmo assim, volto meus olhos para o céu e desejo boa viagem. É bom saber que eles vão voltar.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now