De bicicleta na Suíça


No início deste mês policiais de Genebra fizeram uma operação surpresa na cidade. Nada de caça às drogas, nem a motoristas alcoolizados e muito menos foram atrás de trombadinhas, o foco foi os ciclistas infratores.

A maioria das cidades suíças têm sinalizações para os ciclistas e não respeita-las é sim uma infração sujeita a multas.

Nesta operação não muito usual foram distribuidas mais de 364 multas. Dos dados inicialmente contabilizados, a infração campeã foi atravessar o sinal vermelho, com 238 casos. Em Genebra, o ciclista apressado paga CHF 60, algo em torno de R$ 200.

A segunda maior infração foi não sinalizar os movimentos. Isso mesmo, é obrigação do ciclista avisar com os braços onde vai virar. A comunicação corporal do ciclista é importantíssima além, é claro, dos faróis e sinalizadores quando escurece. 90 multas foram distribuidas para estes infratores.

E os que pensam que estão fazendo bonito em circular pelas calçadas enganam-se. 30 multas foram distribuidas para os ciclistas que roubam os lugares dos pedestres. O equivalente a R$ 135 teve que ser desembolsado neste caso.

Circular em ruas não autorizadas para bicicletas e não manter os dois braços no guidão foram também motivos de multa.

Aqui na Suíça é assim, todo mundo que tem direitos também tem obrigações. Justo, não?